CONTAR A HISTÓRIA: REFLEXÕES A PARTIR DAS ANÁLISES DOS MANUAIS DIDÁTICOS DA ESCOLA PRIMÁRIA

Beatrice Borghi

Resumo


O ensaio tem como mote refletir sobre o ensino da história hoje e sobre qual história propor aos estudantes, segundo o que é sugerido pela “indicação ministerial” . Com base nos dados de uma pesquisa conduzida por estudiosos de didática da história do Ateneo de Bologna, no que se refere aos manuais didáticos da Escola Primária. O artigo tem como foco os pontos fortes e os frágeis de um dos instrumentos mais importantes adotados pelos professores para ensinar história. As conclusões ocorrem em torno de uma reflexão geral sobre a estrutura e o uso dos manuais, sobre a história local e sobre a educação patrimonial na ótica de estimular a participação ativa e envolvente dos alunos no estudo de uma matéria, como a história, percebida hoje, mais do que nunca, como chata e inútil. Uma aprendizagem que estimule, entusiasme e seja uma conquista pessoal, porque cada conquista é mais significativa, eficaz, duradoura e satisfatória quanto maior é o envolvimento do estudante como sujeito/herdeiro e protagonista da história.

Texto completo:

PDF


Locations of visitors to this page
ISSN: 1982-3878




Este periódico está indexado nas bases: